O Rouxinol

Medievalissimo Drops
O Rouxinol
Loading
/

Medievalíssimo Drops

Dizem que nós, homens e mulheres, somos os únicos seres do planeta capazes de produzir arte. Uma das mais diversas hipóteses para explicar os porquês  que levaram os seres humanos a produzirem obras artísticas é uma mimética, uma imitação, da natureza. Pela arte, assim, tentamos nos aproximar esteticamente da natureza, tentamos emular o que sentimos quando contemplamos a beleza encantadora daquilo que não é humano.

No que tange ao canto, poucos animais encantaram mais homens e mulheres ao longo do tempo, e em especial no medievo, do que o rouxinol.

Você conhece essa ave, seu simbolismo e seu canto? Então chega junto e bora aprender!

Você pode fazer o download dele clicando aqui.

Assine: Apple Podcasts | Spotify Google Podcasts | Castbox | Amazon Music | Android RSS


Referências

  • Ovídio: Metamorfoses
  • Maria da França: Lais de Maria da França
  • Wendy Pfeffer: Spring, love, birdsong: the nightingale in two cultures. in.: Beasts and Birds of the Middle Ages – The Bestiary and its Legacy (Willene B. Clark, Meradith T. McMunn)
  • Wendy Pfeffer: The Change of Philomel: The Nightingale in Medieval Literature
  • Elizabeth Eva Leach: Sung Birds: Music, Nature, and Poetry in the Later Middle Ages
  • W. Geoffrey Arnott: Birds in the Ancient World from A to Z
  • The Aberdeen Beastiary, folio 52v
  • Medievalíssimo Drops: Melusine – ouça o episódio clicando aqui
Rouxinol cantando
Ragtime de Joseph Lamb conhecido como Nightingale Rag

Trilha Sonora

  • Elthin: Fort Boyard
  • Modern Music of the Dark Ages: Blackbird
  • Tatyana’s Guitar Quartet: Libertango (Astor Piazzolla)
  • Mike Dawes: One (Metallica)
  • Yomi: Cats Walking

Agradecimentos especiais para os financiadores desse episódio lá nosso Apoia.se:

Paula Guisard

Contato: medievalissimo@gmail.com

Chave Pix: medievalissimo@gmail.com

Venha participar do Medievalovers, grupo de WhatsApp do Medievalíssimo clicando aqui

  • Pauta: Bruno Rosa
  • Edição de Áudio: Bruno Rosa
  • Capa: Larissa Godói

Apoie o Medievalíssimo

Siga o Medievalíssimo nas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *